sexta-feira, 21 de outubro de 2011

PA OBLÍQUA DE MÃO




ROTINA BÁSICA:
PA
PA oblíqua
Lateral

Fatores Técnicos

Tamanho do filme - 24 x 30 cm (10 x 12 polegadas)
Divisão do filme em metades tranversais
Filme digital - usar escudo de chumbo
Écran de detalhes, tampo de mesa
Faixa de 55-65 kVp
Técnica e dose:

Proteção: Colocar um escudo de chumbo sobre o colo do paciente para
proteger as gônadas.  

 




Posição do paciente
Sentar o paciente na extremidade da mesa com o
cotovelo fletido a quase 90° e a mão e o antebraço apoiados na mesa.

Posição da Parte

Pronar a mão sobre o chassi; centralizar e alinhar o eixo maior da mão
em relação ao eixo maior da porção do filme que está sendo exposta.
Girar a mão e o punho inteiros lateralmente a 45° e sustentar com cunha
radiotransparente ou bloco em degrau, como mostrado, de forma que todos
os dedos estejam separados e paralelos ao filme (veja Exceção).

Raio Central

RC perpendicular ao filme, direcionado para a terceira articulação MCF
DFoFi mínima de 40 polegadas (100 cm)

Colimação: Colimar os quatro lados das margens externas da mão e do punho.

Exceção:
Para uma rotina oblíqua de mão, usar um bloco de apoio para
posicionar os dedos paralelos ao filme (Fig. 4.68). Esse bloco previne o
escorçarnento das falanges e o obscurecimento das articulações interfalangianas.
Se o interesse é somente os metacarpos, a imagem pode ser feita com o
polegar e a ponta dos outros dedos tocando o chassi (Fig. 4.69).

Critérios Radiográficos
Estruturas Mostradas:Visualizam-se a incidência oblíqua da mão inteira e
punho e aproximadamente 2,5 cm (1 polegada) do antebraço dista!. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário