segunda-feira, 31 de outubro de 2011

INCIDÊNCIA AP E AP AXIAL - CLAVÍCULA

ROTINA BÁSICA:
AP e axial AP
As rotinas departamentais freqüentemente incluem as incidências em AP e AP axial.

Fatores Técnicos
Tamanho do filme - 2'4 x 30 cm (10 x 12 polegadas), no sentido transversal
Grade móvel ou estática
Não é recomendado o uso do controle automático de exposição
Chassi digital - necessita de colimação mui­to próxima
limite de 70 :
Técnica e dose:
Posição do Paciente Obtenha a radiografia com o paciente em de­cúbito dorsal ou ereto com os braços ao lado do corpo, queixo elevado e olhando para a frente. A região posterior do ombro deve estar em contato com o chassi ou o tampo da mesa, sem rotação do corpo.

Posição das Partes
Centralize a clavícula em relação ao chassi e ao RC (A clavícula pode ser facilmente palpada com a sua face medial na incisura jugular e a porção lateralna articulação AC, acima do ombro.)

Raio Central
AP:
O RC deve estar perpendicular em relação à parte central da clavícula.
AP axial/:
O RC deve estar orientado de 15° a 30° no sentido cefálico em relação
à região central da clavícula (veja Observação abaixo).
DFoFi mínima de 40 polegadas (100 cm) 


Colimação: A colimação deve ser feita na área da clavícula. (Certifique-se
de que tanto a articulação acromioclavicular como a esternoclavicular
estejam incluídas.)

Respiração: Suspenda a respiração no fim da inspiração (ajuda a ele­var as
clavículas).

PA alternativo: A radiografia também pode ser obtida em uma incidência em
PA e/ou PA axial com um ângulo caudal entre 15° e 20°.
Observação: Pacientes longilíneos exigem uma angulação de 10° 15° maior
que os pacientes com ombros e tórax largos (hiperestênicos)

Sumário dos Critérios Radiográficos
AP 0°: Os limites da colimação devem ser visíveis com a clavícula
inteiramente visualizada, incluindo tanto as articulações AC quanto as
articulações esternoclaviculares.
Axial AP: A correta angulação do RC projetará a maior parte da
clavícula sobre a escápula e as costelas. Apenas a porção media I da
clavícula estará superposta pela primeira e segunda costelas. .
A exposição adequada mostrará a clavícula distal e a articulação AC
sem densidade excessiva. As margens ósseas e o trabeculado devem
aparecer com aspecto nítido, indicando que não houve movimentação.
A região media! da clavícula e a articulação esternoclavicular também
devem ser visualizadas através do tórax.        

Nenhum comentário:

Postar um comentário