sexta-feira, 18 de novembro de 2011

OBLÍQUAS POSTERIORES E ANTERIORES: COLUNA TORÁCICA

ESPECIAL:
Oblíquas


Proteção: Proteja as áreas radiossensíveis sem obscurecer anatomia essencial da coluna.


Posição do Paciente: Posicione o paciente na posição lateral ereta ou deitada, com um travesseiro para a cabeça se deitado.
Posição da Parte
Alinhe o plano axilar médio em relação ao RC e à linha média da mesa
ou filme.
Gire o corpo a 20° da lateral verdadeira para criar uma oblíqua a 70° do plano da mesa. Assegure-se da rotação igual dos ombros e pelve.
Flexione quadris, joelhos e braços para dar estabilidade conforme o necessário:


Oblíqua posterior: (deitado) .
OPE ou OPD: O braço mais próximo da mesa deve estar levantado; o braço próximo ao tubo deve estar abaixado e posterior.

Oblíqua anterior: (deitado)  OAE ou OAD: O braço mais próximo da mesa deve estar abaixado e posterior; o braço próximo ao tubo deve estar levantado.
Oblíqua anterior ereta:
Distribua igualmente o peso do paciente em ambos os pés.
Gire todo o corpo, ombros e pelve a 20° da lateral.
Flexione o cotovelo e coloque o braço próximo ao filme no quadril. 
Eleve o braço oposto e apóie no porta-filme ou no topo da cabeça.


Raio Central
RC é perpendicular ao filme
RC centralizado em T7, que está 3 a 4 polegadas (8 a 10 cm) abaixo da incisura jugular, ou 2 polegadas (5 cm) abaixo do ângulo esternal
Porta-filme centralizado em relação ao RC (topo do porta-filme cerca
de 1 1/2 polegada ou 3 cm acima do nível dos ombros)
DFoFi mínima de 40 polegadas (100 cm)


Radiografia pode ser feita em oblíquas posterior e anterior. Oblíquas
anteriores são recomendadas devido à menor dose para as mamas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário