terça-feira, 22 de novembro de 2011

LATERAL: COLUNA LOMBAR

BÁSICA 
AP (ou PA)
Obliquas – posterior ou anterior
Lateral
Lateral LS-Sl

Fatores Técnicos

Tamanho do filme - 35 x 43 cm (14 x 17 po­legadas), em sentido longitudinal,
ou 30 x 35 cm (11 x 14 polegadas)
Grade móvel ou estacionária
Faixa de 85-95 kVp
Esteira de chumbo no tampo da mesa, atrás do paciente
Técnica e dose:      
(Mulher)
(Homem)

Proteção: Proteger as gãnadas sem obscurecer a área de interesse.

Posição do Paciente: Posicionar o paciente em decúbito lateral, travesseiro para a cabeça, joelhos fletidos, com suporte entre os oelhos e tornozelos para melhor manter uma posição lateral verdadeira e garantir conforto ao paciente.

Posição da Parte

Alinhar o plano coronal médio em relação ao RC e à linha média da mesa
e/ou grade,
Colocar suporte radiotransparente sob a cintura, de modo necessário a colocar
o eixo longitudinal da coluna quase paralelo à mesa (palpe o processo
espinhoso para determinar; ver Observações).
Assegurar-se de que a pelve e o tronco estão em posição lateral verdadeira.

Raio Central
Direcionar o RC perpendicular ao eixo longitudinal da coluna.
Maior filme (35 x 43): Centralizar ao nível da crista ilíaca (L4-5).
Essa posição inclui vértebras lombares, sacro e possivelmente cóccix.
Centralizar o filme em relação ao RC
Menor filme (30 x 35): Centralizar em relação a L3 ao nível da margem
costa I inferior (1 1/2 polegadas ou 4 cm acima da crista ilíaca). Essa
posição inclui as cinco vértebras lombares. Centralizar o filme em relação
ao RC.
DFoFi mínima de 40 polegadas (100 cm).

Respiração: Prender a respiração na expiração.

Critérios Radiográficos

Estruturas Mostradas: Forames intervertebrais de L 1 a L4, corpos vertebrais,
articulações intervertebrais, processos espinhosos e a junção de LS e S 1
são visíveis. Dependendo do tamanho do filme utilizado, todo o sacro pode
também ser incluído.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário