quarta-feira, 2 de novembro de 2011

LATERAL (PERFIL): TÓRAX


PACIENTE DEAMBULADO 

ROTINA BÁSICA:
AP
Perfil
Fatores Técnicos
Tamanho do filme - 35 x 43 cm (14 x 17 polegadas),
em sentido longitudinal
Grade móvel ou fixa
limite de 1 10-125 kVp
Técnica e dose:
Proteção: Avental de chumbo seguro em torno da cintura ou
um biombo móvel de chumbo, servindo de escudo para as gônadas.
Posição do Paciente
Paciente na posição ortostática, com o lado esquerdo contra
 o chassi, a menos que O problema do paciente seja do lado
direito, quando deverá ser realizado um perfil direito, no caso
de o protocolo do serviço de radiologia incluir essa opção.
O peso deve estar bem distribuído sobre os dois pés.Os braços
elevados acima da cabeça com o queixo levantado
Posição da Parte
Centralizar o paciente em relação ao RC e ao chassi anterior e
posteriormente. A posição é a de perfil verdadeiro (o plano coronal
é perpendicular, e o plano sagital é paralelo ao chassi, ver
Observação 1). Abaixar o RC e o chassi ligeiramente em relação
à incidência PA, se necessário(ver Observação 2).
Raio Central
RC perpendicular, direcionado para a região média do tórax,
ao nível de T7(8 a 10 cm abaixo do nível da incisura jugular).
DFoFi de 180 cm (72 polegadas)
Colimação: Colimar os quatro lados dos campos pulmonares
(borda superior do campo iluminado ao nível da vértebra proeminente).
Respiração: A exposição é feita no final di segunda inspiração
profunda e completa.
Observação 1 : Garantir que o plano l11ediossagital esteja paralelo
ao chassi, o que, nocaso de pacientes magros mas com ombros
largos, resultará em afasta­mento dos quadris e da região inferior
do tórax do chassi. Observação 2: Esse aumento no DOF da porção
inferior do tórax também fará com que os ângulos costofrênicos
pulmonares sejam projetados mais inferiormente devido à divergência
do feixe de raios X. Por conseguinte, o RC e o chassi precisam
ser rebaixados a pelo menos 2 cm em relação à incidência PA
nesse tipo de paciente, para evitar que os ângulos costofrênicos
sejam cortados.
Critérios Radiográficos
Estruturas Mostradas:  Estão incluídos ambos os pulmões
desde osápices até os ângulos costofrênicos e do esterno
anteriormente até as costelas posteriores e o tórax posteriormente
Posição: Queixo e braços elevados suficientemente para evitar que
o excesso de tecidos moles se sobreponha aos ápices' Sem Rotação:
costelas posteriores e o ângulo costofrênico no lado afastado do
chassi projetado ligeiramente (1 a 2 cm) posteriormente devido aos raios
divergentes.

2 comentários:

  1. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Recomeçar. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. EU TENHO DÚVIDAS EM POSIÇÕES OBLÍQUAS, PERFIL EM RADIOLOGIA.

    ResponderExcluir