sexta-feira, 20 de abril de 2012

POSTERIOR OBLÍQUA DA PELVE: ACETÁBULO




PELVE  ESPECIAL
AP axial de saída
AP axial de entrada
Posterior oblíqua do acetábulo (Judet)


Fatores Técnicos
Tamanho do filme - 24 x 30 cm (10 x 12 polegadas),
em sentido longitudinal
Grade móvel ou estacionária
.imite de 80 :!: 5 kVp em kV
Técnica e exposição:


Posição do Paciente - Posições Oblíquas Posteriores
Com o paciente em posição semi-supina, forneça um travesseiro para a cabeça
e posicione o lado afetado para cima ou para baixo, dependendo da anatomia
a ser demonstrada.


Posição da Parte
Posicione o paciente em posterior oblíqua a 45°, tanto o tórax quanto à pelve
a 45° do tampo da mesa. Faça um suporte com uma esponja em forma de cunha.
Alinhe a cabeça femoral e o acetábulo de interesse à linha média da mesa e
ou do chassi.
Centralize o chassi em sentido longitudinal em relação ao RC ao nível da
cabeça femoral.


Raio Central
Quando a anatomia de interesse está na parte inferior, RC direto
perpendicular e centralizado a 2 polegadas (5 cm) distal e 2 polegadas
(5 cm) medial à ElAS da parte inferior.
Quando a anatomia de interesse está na parte superior, RC direto
perpendicular e centralizado a 2 polegadas (5 cm) diretamente distal
a ElAS da parte superior.
DFoFi mínima de 40 polegadas (100 cm).


Critérios Radiográficos
Estruturas Mostradas: Quando centralizada à porção inferior do acetábulo,
a borda anterior do acetábulo e a coluna posterior ilioisquiática são
demonstradas. A asa ilíaca é também bem visualizada.
Quando centralizada à porção superior do acetábulo, a borda posterior do
acetábulo e a coluna ilioisquiática anterior são demonstradas. O forame
obturador é também visualizado.






Nenhum comentário:

Postar um comentário