quinta-feira, 12 de abril de 2012

PERFIL - INCIDÊNCIA MÉDIO-LATERAL: JOELHO



BÁSICAS
AP
Oblíqua
Lateral


Fatores Técnicos
o Tamanho do filme - 18 x 24 cm (8 x 10
polegadas), em sentido longitudinal
o Grade ou Bucky > 10 cm (70 :t 5 kVp)
o Écran, mesa de exame < 10 cm (65 :t 5 kVp)


Posição do Paciente: Realizar a radiografia com o paciente em decúbito
lateral, com o lado afetado para baixo; fornecer travesseiro para descanso
da cabeça; fornecer apoio para o joelho do membro oposto colocado atrás
do joelho que está sendo imaginado para evitar super-rotação.


Posição da Parte
o Ajustar a rotação do corpo e da perna até que o joelho esteja na posição
de lateral verdadeira (epicôndilos femorais diretamente sobre
postos e o plano da patela perpendicular ao plano do chassi).
Flexionar o joelho 20 a 30° (ver Observação 1, abaixo).
Alinhar e centralizar a perna e o joelho com o RC e com a linha média da
mesa ou do chassi.


Raio Central
O ângulo do RC é de 5° a 7° eefalieamente (ver Observação 2, adiante).
Direcionar o RC para um ponto localizado a 1 polegada (2,5 em) distal ao
epicôndilo medial.
DFoFi mínima de 40 polegadas (100 cm).


Colimação: Colimar ambos os lados com as margens cutâneas, com
 total nas extremidades das bordas do filme para incluir ao
máximo o fêmur, a tíbia e a fíbula.
Lateral transversal à mesa. Se o paciente não puder ser girado para a
posição lateral, use um feixe horizontal com o chassi colocado ao lado
do joelho. Colocar um apoio sob o joelho para evitar cortar estruturas de
tecidos moles localizadas posteriormente (Fig. 6.109, detalhe).


Observação 1: Uma maior flexão retrairá os músculos e os tendões, que
podem obscurecer importantes informações diagnósticas no espaço
articular. A patela será levada para o sulco intercondiliano também
obscurecendo informações dos tecidos moles acerca de derrames e ou
deslocamentos do coxim de gordura. Uma maior flexão também pode
acarretar a separação de um fragmento, no caso de fraturas de patela.


Observação 2: Angular o RC a r a 10° em um paciente de pequeno porte
com pelve larga e apenas acerca de 5° em homens altos, com pelve estreita
(ver p. 203).


Critérios Radiográficos
Estruturas Mostradas: o As porções distal do fêmur e proximal da tíbia e da fíbula e a patela são mostradas no perfil lateral. o As articulações
femoropatelar e do joelho devem estar abertas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário