sábado, 11 de fevereiro de 2012

INCIDÊNCIA AXIAL EM AP: MASTÓIDES (Método de Towne)




BÁSICAS 
Oblíqua axial lateral (Law modificado) . Obliqua axial lateral (Stenvers)
Axial AP (Towne)

Fatores Técnicos

Tamanho do filme - 24 x 30 cm (10 x 12 polegadas), em sentido longitudinal
Grade móvel ou estacionária
Faixa de 70-80 kVp
Ponto focal pequeno

Posição do Paciente: Tirar todos os metais, plásticos e outros objetos
removíveis da cabeça. Posicionar o paciente ereto ou em decúbito dor­sal,
com a parte posterior do crânio contra a mesa/superfície do Bucky.

Posição da Parte

Deprimir o queixo, trazendo a LOM ou a LlOM perpendicular ao filme.
(Ver Observação.)
Alinhar o plano mediossagital perpendicular à linha média da grade
ou da superfície da mesa/Bucky vertical para evitar rotação da cabeça
e/ou inclinação.

Raio Central

Angular o RC 30° caudalmente à LOM ou 37° à LlOM.
Centralizar o RC ao plano mediossagital, em um nível 5 cm (2 polegadas)
acima da glabela, para passar através do nível dos MAE.
Centralizar o filme ao RC projetado
DFoFi mínima de 40 polegadas (100 cm).

Respiração: Interromper a respiração durante a exposição.

Observação: Se o paciente é incapaz de deprimir o queixo suficiente­mente
para trazer a LOM perpendicular ao filme, a LlOM pode ser colo­cada
perpendicular e o ângulo do RC aumentado 37° caudal mente. Isso mantém
o ângulo de 30° entre a LOM e o RC e mostra as mesmas relações anatômicas.
(Existe uma diferença de T entre a LOM e a LlOM.)

Critérios Radiográficos

Estruturas Mostradas: Dorso da sela e clinóides posteriores no
forame magno, pirâmides petrosas bilaterais, células aéreas mastóides e
labirinto ósseo.

2 comentários:

  1. quais as patologias demostradas neste posicionamento?

    ResponderExcluir
  2. quais as patologias demostradas neste posicionamento?

    ResponderExcluir